Filtrar
Filtrar

Capítulos


Casos Clínicos

Idade (intervalo)

Tipos de intervenções


Limpar
RETINOPATIAS TRAUMÁTICAS E TÓXICAS
Retinopatia de Valsalva

A retinopatia de Valsalva é caracterizada por hemorragia tipicamente localizada sob a membrana limitante interna secundária a manobra de Valsalva. O aumento súbito da pressão intratorácica que se segue a uma manobra de Valsalva causa um aumento brusco na pressão venosa intraocular conduzindo a rotura espontânea dos capilares retinianos. Pode surgir hemorragia vítrea e subretiniana.

Os sintomas variam desde queixas de floaters com diminuição de visão a perda total de visão. As manifestações unilaterais são mais comuns mas também surgem casos bilaterais.

O prognóstico é geralmente bom e as hemorragias prerretinianas geralmente resolvem-se por si mesmas em poucas semanas ou em poucos meses....

A retinopatia de Valsalva é caracterizada por hemorragia tipicamente localizada sob a membrana limitante interna secundária a manobra de Valsalva. O aumento súbito da pressão intratorácica que se segue a uma manobra de Valsalva causa um aumento brusco na pressão venosa intraocular conduzindo a rotura espontânea dos capilares retinianos. Pode surgir hemorragia vítrea e subretiniana.

Os sintomas variam desde queixas de floaters com diminuição de visão a perda total de visão. As manifestações unilaterais são mais comuns mas também surgem casos bilaterais.

O prognóstico é geralmente bom e as hemorragias prerretinianas geralmente resolvem-se por si mesmas em poucas semanas ou em poucos meses. Parte do sangue torna-se amarelo após vários dias.

Os doentes com patologias oculares (anomalias vasculares retinianas adquiridas, doenças vasculares retinianas congénitas, miopia moderada e elevada) têm um risco aumentado para a retinopatia de Valsalva. As causas relatadas de manobra de Valsalva incluem tosse, levantamento de pesos, vómitos, bungee jumping, exercício aeróbico, actividade sexual, procedimentos para colonoscopia, gastroenteroscopia, obstipação, instrumentos musicais de sopro e lesões por compressão.

Diagnóstico Diferencial: separação do vítreo posterior com hemorragia;  macronaneurisma

[Ler mais] [Ler menos]
Casos Clínicos