Atlas

O Atlas RL-eye apresenta casos clínicos de Oftalmologia. A qualidade das imagens e dos vídeos, bem como a exaustiva documentação de cada caso clínico, são um poderoso meio para compreender as patologias da retina.

Filtrar
Filtrar

Capítulos


Casos Clínicos

Idade (intervalo)

Tipos de intervenções


Limpar
DOENÇAS CONGÉNITAS E PEDIÁTRICAS DA RETINA
Toxocaríase Ocular Pediátrica

A toxocaríase é uma infeção parasitária causada pela larva do nemátodo Toxocara canis e Toxocara cati que são vermes intestinais desses hospedeiros. A toxocaríaseé uma infeção que ocorre em todo o mundo, sendo os humanos hospedeiros acidentais nos quais a infeção ocorre porque os parasitas não conseguem completar o seu ciclo de vida.

O modo mais usual de contaminação é através do solo contaminado (geofagia, via mãos) ou de comida crua. As crianças que têm um contacto estreito com cães (cachorros) correm um grande risco de infeção. Embora ocorra geralmente em crianças, têm sido relatados alguns casos em adultos.

A doença é tipicamente unilateral e os sintomas incluem diminuição da acuidade visual e, como primeira manifestação clínica, estrabismo e leucocória.

Há três formas de toxocaríase ocular: o granuloma periférico; o granuloma do polo posterior; e a endoftalmite crónica.

O granuloma é usualmente branco-amarelado, com um diâmetro de 1-2 discos, onde a larva se encontra enquistada. Um achado comum é uma prega radiária da retina que se estende desde o granuloma periférico até ao disco óptico. A vitrite pode ser moderada a grave e os doentes podem apresentar hipópion.

As complicações incluem heteropias maculares, membranas epirretinianas, descolamento tracional da retina, descolamento do corpo ciliar com hipotonia, catarata, glaucoma secundário e phthisis bulbi.

Casos Clínicos