Filtrar
Filtrar

Capítulos


Casos Clínicos

Idade (intervalo)

Tipos de intervenções


Limpar
DOENÇAS DA RETINA PERIFÉRICA
Descolamento Exsudativo da Retina

O descolamento exsudativo da retina ocorre quando líquido passa para o espaço subretiniano, por lesão dos vasos da retina ou do epitélio pigmentado da retina. Normalmente é causado por uma neoplasia ou por doenças inflamatórias mas qualquer doença que afete a permeabilidade vascular da coroideia pode potencialmente causar um descolamento exsudativo.

Os sintomas incluem diminuição da visão, defeitos nos campos visuais e, por vezes, dor e leucocória.

No descolamento exsudativo, a retina descolada tem uma textura lisa. O líquido subretiniano responde à força da gravidade e descola a área onde se acumula.

O tratamento é normalmente não cirúrgico.

O descolamento...

O descolamento exsudativo da retina ocorre quando líquido passa para o espaço subretiniano, por lesão dos vasos da retina ou do epitélio pigmentado da retina. Normalmente é causado por uma neoplasia ou por doenças inflamatórias mas qualquer doença que afete a permeabilidade vascular da coroideia pode potencialmente causar um descolamento exsudativo.

Os sintomas incluem diminuição da visão, defeitos nos campos visuais e, por vezes, dor e leucocória.

No descolamento exsudativo, a retina descolada tem uma textura lisa. O líquido subretiniano responde à força da gravidade e descola a área onde se acumula.

O tratamento é normalmente não cirúrgico.

O descolamento exsudativo da retina pode ser secundário a pré-eclâmpsia e normalmente resolve-se espontaneamente após a reabsorção do líquido subretiniano. No entanto, uma eclâmpsia grave pode causar uma perda permanente de visão devido a necrose do epitélio pigmentado da retina.

[Ler mais] [Ler menos]
Casos Clínicos